Slideshow

Resenha #12 - Livro: Proibida

|
Livro: Proibida - The Black Door
Autora: Velvet
Editora: Novo Século
Ano: 2013
Número de páginas: 276
Categoria: Romance / Erótico
Avaliação: 
Sinopse:  Entre o importante trabalho como sócia de uma firma de advocacia e o relacionamento com um dos solteiros mais cobiçados de Nova York, Ariel Vaughn parece ter tudo. Mas o sexo com o juiz Preston Hendricks havia esfriado consideravelmente. Por meio de um atraente acompanhante da Black Door - uma boate de elite que satisfaz os desejos carnais de algumas das mulheres mais ricas de Nova York - ela se encanta com um mundo de tentação irrestrita. Dentro da Black Door, máscaras elaboradas escondem as identidades do mundo real e o sexo é mais selvagem do que Ariel jamais conseguiu imaginar. Porém, as coisas fogem do controle e sua vida sexual entre em conflito com a real. Ela vai conseguir abrir mão de prazeres ilimitados? E quando ela descobrir a chocante identidade do homem mascarado, com quem viveu suas noites mais intensas, será capaz se afastar de lá?
Ariel é uma mulher independente, namorada de um importante juiz e que deixou lá no passado, a história de uma criança órfã e infeliz. 

Sócia de um escritório de advocacia, Ariel poderia se classificar com uma "mulher de sorte", porém a fixação de Preston pelo trabalho, fez com que ele a deixasse em segundo plano (sempre) e isso afetou de uma forma avassaladora o relacionamento do casal.

Ao se sentir excluída pelo próprio namorado (até porque eles ainda não eram noivos e casar-se não fazia parte dos planos do então juiz Preston), Ariel seguiu os conselhos de sua grande amiga e contratou um lindo jovem alto e moreno, para lhe acompanhar em um importante evento social da empresa o qual era sócia. Sua companhia foi realmente muito agradável, mas naquele momento Ariel se limitou apenas aos serviços já contratos anteriormente, porém o jovem ao sair do carro, deixa seu cartão  - Black Door.

Meri Renick era uma mulher muito rica, bem vivida e linda. Era uma grande (e talvez única) amiga de Ariel. Elas encontravam-se regularmente e foi através de Meri que Ariel conheceu a famosa boate The Black Door.

A Black Door era uma boate localizada no centro de Nova York, que tinha como maior objetivo, satisfazer mulheres, que mesmo ricas e muito bem casadas, buscavam realizar seus maiores e mais secretos desejos carnais. Entretanto era um ambiente muito restrito, as associadas passavam por uma avaliação e as mesmas eram indicadas. A vida dessas mulheres eram investigadas, evitando assim que a polícia pudesse se infiltrar.

Em um primeiro momento Ariel recusou conhecer a boate, mas sua amiga insistiu e fez com que ela não jogasse o cartão no lixo.

Após um final de semana frustrado em Washington, Ariel conta para Meri que devido aos compromissos profissionais, Preston não tinha mais tempo para ela e sua vida sexual estava indo de mal a pior. Tentando ajudar sua amiga a "extravasar", Meri conta que todas as sócias da boate possuem uma máscara personalizada, assim  é possível manter a privacidade entre os participantes, e então, assim Ariel poderia ir até a Black Door, usando sua máscara e entrar para apenas conhecer o ambiente.

Chegando na boate, Ariel fica hipnotizada pelo ambiente, e ao entrar na recepção um homem vai ao seu encontro, e toca em suas partes íntimas, fazendo com que ela se surpreenda e ao mesmo tempo aprecie aquele momento. Ao sentir que ela está confortável com  a situação, o homem libera sua entrada, pois tem total certeza que Ariel estava pronta para desfrutar da Black Door.

Caminhando pela boate, Ariel sentia a energia sexual que dominava o ambiente, lá ela encontrou várias outras mulheres e muita demonstração explicita de sexo, porém não era possível reconhecer ninguém, devido as máscaras que todos estavam usando. 

Desta vez ela foi embora, mas tinha certeza que iria voltar e não seria apenas como uma simples espectadora e sim como participante ativa.

Trey era homem jovem, muito bonito, forte e que havia abandonado os negócios da família para tentar a sorte de ser um grande empresário na cidade de Nova York. Administrar uma empresa de entretenimento não é fácil, ainda mais quando tudo precisa ser muito sigiloso e discreto. 

E uma das regras que Trey estipulou para que conseguisse manter o foco nos negócios, era de não se relacionar com nenhuma de suas clientes da Black Door, porém uma mulher em especial chamou muito a atenção de Trey e esse foi um dos motivos para ele começar a burlar todas as regras.

Ainda vivendo um relacionamento cada vez mais difícil, Ariel volta a visitar a boate e dessa vez a procura de um mascarado. Aquele homem mexeu com os desejos mais íntimos de Ariel e ela necessitava encontrá-lo de novo e assim aconteceu, porém dessa vez ela não resistiu as tentações.

O relacionamento fracassado e vivendo uma aventura de puro prazer e desejo, Ariel se vê cada dia mais envolvida e interessada por um homem que não é seu namorado e ao saber a verdadeira identidade de seu amante, sua vida estará prestes a desabar e isso com toda certeza irá afetar a vida pessoal e profissional de outras pessoas também!

Uma história que no início eu achei bem interessante, a cada capítulo aguçou a curiosidade para saber qual seria a reação de Ariel diante de um ambiente totalmente inusitado, quem era esse misterioso amante que estava a deixando enlouquecida, porém algo que me frustou muito neste livro, foi a forma com que a autora escolheu para desenvolver o final da história. Tenho a horrível sensação que os últimos capítulos foram escritos sem a menor importância em manter o mesmo "clima" do decorrer de toda história. Eu esperava mais e realmente o final deixou a desejar, até mesmo por ser um livro erótico, talvez fosse aceitável um final mais criativo.

Livros que inspiraram tatuagens!

|
Hoje em dia tatuagem é muito comum, se não você não é adepto, tenho certeza que conhece um amigo, um parente que gosta  e que já tenha uma ou várias tatuagens!

Eu por enquanto tenho apenas duas pequenas no pulso, que fiz para marcar um momento muito especial da minha vida, mas já penso em fazer mais duas, porém ainda me falta coragem (confesso!rs) e também decidir a melhor frase e escolher o desenho perfeito!

É claro, que depois de decidir fazer uma tatuagem, você tem que ter todo o cuidado em procurar um bom profissional, verificar se o estúdio é adequado (limpo e utiliza materiais descartáveis) e se oferece um trabalho de qualidade.

 Dica: Procure conversar com pessoas que já fizeram tatuagem no estúdio que você escolheu e caso tenha site, Facebook, não deixe de acessar e verificar os comentários!

Bom..mas se no seu caso o que está faltando é inspiração, separamos algumas fotos de tatuagens baseadas em personagens literários. Veja:

Alice no País das Maravilhas





O Pequeno Príncipe 



Branca de Neve e Vilões da Disney





























O Senhor dos Anéis



O Mágico de Oz



Laranja Mecânica



E ai você já fez (ou pensa em fazer) alguma tatuagem do seu livro preferido?!

Resenha #11 - Livro: Helena de Troia

|

Livro: Helena de Troia - Memórias da mulher mais desejada do mundo
Autora: Francesca Petrizzo
Editora: Lua de Papel
Ano: 2012
Número de páginas: 208
Categoria: Romance
Avaliação: 
Sinopse: Um navio retorna de uma intensa batalha pelas costas gregas. Uma mulher observa o contorno do Peloponeso na penumbra do crepúsculo. É a jovem Helena, oferecida pelo pai ao conquistador Menelau para garantir a paz e sobrevivência de seu povo. Uma fatídica decisão que seria carregada de tristeza e tragédia, porque Helena começa a buscar nos braços de outros aquilo que lhe fora negado. Numa narrativa lírica e original, esta traz a versão de Helena da história lendária que é conhecida em todo o mundo. A disputa que originou a guerra de Troia. De sua infância em Esparta aos anos turbulentos de sua união com Menelau e a fuga com Páris e todas as suas consequências. A vida de uma mulher que estava destinada ao poder, mas era movida a paixão e seu amor provocou uma das guerras mais famosas de todos os tempos.
A mulher mais desejada do mundo e dona de uma beleza invejável, onde a vida lhe trouxe muitos descontentamentos e principalmente sua fiel companheira, a solidão.

Helena era filha de Leda e Tíndaro o rei de Esparta, a terra das oliveiras e guerreiros. Ela tinha uma irmã, Clitemnestra que era belíssima com cabelos cor de ouro vermelho, e mais dois irmãos Castor e Pólux, os gêmeos. Sua irmã não a amava, pois a beleza de Helena era o que mais lhe incomodava, entretanto Helena nunca havia percebido essa indiferença por parte de sua irmã.

Porém um lindo dia de sol, Teseu de Atenas chega a Esparta e ao partir no dia seguinte, sequestra Helena. Ao fugir com a menina, eles cavalgaram por um longo tempo e depois a amarraram em uma árvore na floresta. Helena que na época era uma criança de apenas doze anos, por muita sorte não foi violentada, até porque os cavaleiros de Esparta chegaram, e com eles os seus irmãos Castor e Pólux e assim conseguiram salvar a pequena menina das garras de Teseu.

Um homem jovem e gentil, soldado da guarda foi quem cuidou de Helena e a protegeu no seu caminho de volta para casa. Assim nasceu o primeiro amor de Helena. Ela se apaixonou por esse soldado, sem ao menos beijá-lo.

Ao chegar à epidemia de febre, Helena perdeu seu amado e também seus dois únicos irmãos.  Castor foi vítima da doença e Pólux não resistiu tamanha dor com a perda do seu querido irmão, que logo após receber a noticia foi encontrado morto, enforcado em seu quarto.

Helena se entregou ao luto, cortou seus lindos cabelos e somente a partir do quarto dia, voltou a se alimentar novamente. Ao abandonar sua vaidade, ela foi taxada como Helena a louca, e se entregou a solidão em companhia de seus fantasmas.

Tíndaro envelheceu muito após a morte de seus filhos e Helena continuava com seu luto eterno. Ainda cortava seus cabelos, queimou todas as roupas claras e também seus instrumentos musicais, contundo sua mãe Leda, não se importava e assim continuava a receber os oficiais em seu aposento, como se nada havia acontecido.

O segundo amor de Helena, Diomedes chega ao meio do verão e a paixão que nasce entre eles, faz com que Helena volte a usufruir de sua beleza e vaidade, e assim seus fantasmas vão embora e somente o fogo da paixão permanece.

Em momento de felicidade plena, começaram os preparativos para o enxoval, foi quando Aquiles apareceu e juntos viveram uma linda noite de amor, porém Helena não aceitou fugir com Aquiles e logo depois soube que seu noivado com Diomedes estava acabado. Na mesma noite pediu aos criados, que todo o enxoval fosse queimado.

Os anos se passaram e Helena de Esparta casou-se com Menelau, um homem gentil e apaixonado, porém ela não cultivava nenhum sentimento por ele. Após anos vivendo um casamento infeliz e sem amor, Helena foge com Paris para Tróia, deixando sua pequena filha Hermione, da qual tinha certeza absoluta que era fruto da noite de amor com Aquiles. Fato até então desconhecido por Menelau.

Sua paixão por Paris também não foi duradoura e logo foi desvalida por seu amante. Entretanto Heitor, irmão de Paris, despertou em Helena um grande amor e assim novamente ela se entregou a essa nova paixão. Heitor, para salvar seu reino, se casou e teve um filho, mas nunca deixou de amar Helena.

 Dez anos de guerra, e Troia totalmente destruída, junto com os destroços da cidade, o coração de Helena também foi aniquilado e dessa vez ela se entrega aos fantasmas que tanto lhe perseguiram por toda sua vida.

O livro é encantador, a história de Tróia contada na versão feminina e romântica de Helena. Uma menina solitária, que se tornou  uma mulher linda, apaixonante e escrava de sua própria beleza.

Helena é meu nome, mas posso ouvi-los me chamando de adúltera nas minhas costas. Eu nasci em Esparta, mas fui embora para Troia, por amor. Eles costumavam dizer que eu era a mulher mais bonita do mundo e viviam julgando o quão pouco ganhei e o quanto perdi depois que fugi, mas eles não estavam lá depois de tudo o que eu passei. Eu estava.

A autora Francesca conseguiu de uma forma fantástica transformar Helena em uma simples mulher, mesmo sendo lindíssima e rica, ela desejava apenas ser amada.


Super indico para quem gosta de romance e histórias da antiguidade.